Menu Fechar

Marrocos 2019 – Diário de bordo – Dias 8, 9, 10 e 11

Dia 8

Bem hoje é o primeiro dia desta viagem em que sinto falta de um bom banho! Temos feito para os miúdos banho diário e para os adultos banho “à gato” alternado com banho à séria, e ontem era dia de banho à séria 😏
Durante o pequeno almoço o Miguel descobriu o eco, foi tão engraçado! A cara dele de espantado quando se ouvia repetidamente depois de dizer alguma palavra, era ilariante eh eh 

Paragem em Amtdi para almoço e uma caminhada pela garganta. Experimentei dar o boião de legumes e a Madalena aprovou 👏uffa, menos um problema! A caminhada depois de almoço foi fantástica. Valeu tanto, mas tanto a pena! Uma caminhada de 3h (ida e volta), entrando pela garganta a dentro, passando pelo palmeiral e depois andando ao longo do oued até chegar à nascente, com uma grande parte do caminho a saltitar de rocha em rocha! O Miguel estava deslumbrado! Dizia que era o caminho dos dinossauros, que parecia mesmo as imagens dos filmes de dinossauros que ele tanto gosta de ver e que ia encontrar braquiossauros e estegossauros 😅 Gosta tanto que tem uma certa dificuldade em entender que os ditos cujos já não estão entre nós há imenso tempo, mas enfim!

O piqueno portou-se muito bem e só disse que estava cansado já na vinda, fazendo nem 1/3 do trajecto de volta às cavalitas do pai. O miúdo agora anda com tendência para os saltos e que belos saltos que dá por acaso, o pai fica todo babado 😆 a mãe é que fica mais preocupada, para variar, saltos, pedras, rochas, cabeça no chão, ou braços partidos é tudo o que consigo ver nestas situações! 🙄
No fim estávamos a pensar ficar no albergue de Amtdi, mas estava cheio 😏 Aí vamos nós à procura de um sítio para ficar, abrigado do vento que ainda persiste durante o dia de hoje também! 

Mais uma noite ventosa, mas não tanto como a outra, ou melhor, sem rajadas tão fortes como na noite anterior!
Montámos acampamento num oued, supostamente um pouco mais abrigados! Não montámos o anexo, apenas a nossa tenda. Já era tarde e estava frescote mas o banho dos miúdos não podia faltar, por isso depois de tudo orientado, aquecer água, ligar o aquecedor (estava fresco), banho aos mais pequenos, muito hidratante para cima e vestir o pijama! Jantar quentinho, sopa para todos e bora lá dormir! O Quim não quis abrir a tenda deles porque estava vento e na noite anterior fez um pequeno rasgo, então resolveu dormir no carro, a Rosalina dormiu connosco na nossa tenda para se poder esticar. A Madalena até ajudou porque só acordou às 3:30h e às 7h, nada mau! O Miguel, ainda estávamos a arrumar a loiça do jantar e ele já dormia, ontem estava tão cansado que não esperou pela história da mamã!

As tendas grandes nestas alturas são fantásticas, cabemos todos lá dentro, damos os banhos, fazemos as refeições, é um grande conforto sem dúvida!
A alteração metereológica não ajudou em nada, o vento faz com que a procura por um local mais apropriado para acampar seja mais complicada, e assim a chegada ao fim do dia é mais tardia e os banhos dos adultos estão mais difíceis 😣 De manhã mais um banho à gato, já precisava mesmo tirar o pó da cabeça, mesmo com o vento fresquinho soube bem! 

Dia 9

E vamos lá para o último dia de fora de estrada. 
O Miguel já ganhou o dia, viu dois veados a saltitar pela montanha! É doido por “Bambis”!
E nós começámos o dia com uma passagem daquelas wow! Descemos por uma garganta, uma estrada com uma paisagem circundante super imponente, lindíssimo! Passámos pelo maior palmeiral que já vi até hoje!
O caminho depois foi por um oued, bastante largo e a meu ver cansativo, pedra sobre pedra com a mesma paisagem, o Mário diz que para ele foi “mega desafio” 😏 Opiniões!
Paragem para almoço junto a um local com umas pinturas rupestres magníficas! O Mário tinha visto na net qualquer coisa sobre este sítio mas não há nada assinalado, não é um sítio nada turístico, é brutal chegar a um sítio “tão natural” e no meio das pedras darmos com arte tão bonita e tão antiga, é mesmo lindo e deu uma boa aula para o Miguel 😉
Hoje foi um daqueles dias em que o Miguel não se calava 😅 “Mãe porquê isto?” “Mãe porquê aquilo?” E ai de mim que diga porque sim ou porque não, ele responde logo “porque sim não é “raposta mãe”” 😂 até ao facto de lhe ter dito que não sabia a resposta a uma pergunta dele ele questionou “porque não sabes mãe?” Uffa, estava imparável hoje! 
E pronto acabámos o nosso percurso fora de estrada na zona de Tafraout, com uma bela de uma cadeia montanhosa de fundo e as famosas rochas pintadas 🙄 Não achei muita piada, ficava muito mais bonito ao natural! Ficamos a dormir no hotel L’Arganier d’Ammelne. Muito bom! Condições aceitáveis, boa comida, jantámos e tomámos o pequeno almoço, pessoal simpático e bastante em conta. Recomendo mesmo para quem quiser ficar por esta zona.

Regresso a casa

Fizemos uma paragem em Agadir para levar uns bolinhos aos meus pais e ao meu irmão de uma pastelaria fantástica, Tafarnout Patisserie – Salon de thé.
A seguir almoçámos num local muito catita na zona portuária de Agadir uma tagine de peixe maravilhosa e pedimos também um género de fritada mista, estava muito bom também mas para mim a tagine estava beeeeeem melhor!
Seguiram-se muitos kms de estrada e acabámos por dormir em Assilah, no hotel Zelis. Uma noite de poucas horas mas descansadinha! Um hotel já quase europeu, com um pequeno almoço variado, pão, croassants, doces, manteiga, Nutella, panquecas, ovos, etc. Soube bem para recuperar energias para o dia seguinte que vai ser cheio de km também!
O Miguel já só pergunta pelo barco, está mesmo desejoso de chegar a casa!
Muitos km de estrada pela frente e chegámos finalmente à nossa casinha! Gosto muito de passear, fico melancólica no regresso mas gosto tanto de entrar na nossa casa ao fim de muitos dias fora!

Deixar uma resposta