Menu Fechar

Marrocos 2019

A tão esperada viagem chegou finalmente! Já não íamos a Marrocos desde 2016, estávamos com bastantes saudades do país e de acampar com calor e queríamos muito ir os 4 nesta aventura 😍4300km, 750 deles em fora de estrada, 2 noites em parque de campismo, 1 em albergue, 1 em hotel e 6 noites em campismo selvagem (seguidas). 

Este ano mais três jipes decidiram fazer-nos companhia nestas férias, para além dos meus sogros. Nem todos fizeram todo o percurso connosco, mas depois explico melhor no diário de bordo.
A ajuda dos avós nesta viagem foi mesmo muito preciosa! Estamos habituados a fazer tudo só os dois mas quando há uma ajudinha extra agradecemos sempre 😉 O monta e desmonta do acampamento, os banhos e as refeições, exigem sempre muita coordenação e dois pares de mãos a mais ajudam muito!
O Miguel está numa fase de teimosia nos píncaros 🙄 A Madalena a exigir cada vez mais atenção, a não poder ficar sozinha nem um segundo e a querer só a mãe em algumas alturas do dia 😅 um conjunto de factores fantásticos para uma viagem exigente, de muitos kms, vários dias em campismo, muitos deles selvagem, longe de tudo e em Marrocos 👌
Como conseguimos? Tentando manter a calma, o que por vezes não acontece como é óbvio, não somos perfeitos 😏, tentando fazer tudo com algum método (a prática ajuda claro), e orientando sempre tudo em função dos miúdos. Exemplos práticos, quando acordamos, antes de sair da tenda os miúdos e nós já estamos vestidos (preparo a roupa na noite anterior), sacos cama, colchão, esteira e mochilas ficam logo arrumados e à porta para depois ser só abrir a tenda, tirá-los e arrumar no carro. Quando andamos durante o dia gerimos consoante eles dormem, ou a Madalena precisa de trocar a fralda, tentamos conciliar os momentos de pausa por necessidade deles com as pausas necessárias para refeições e combustível por exemplo. Dou banho à Madalena enquanto o Mário está com o Miguel, depois o Mário veste a Madalena enquanto dou banho ao Miguel e depois fico com os dois na tenda enquanto o Mário prepara o jantar.
Pequenos gestos como estes, ajudam a orientar melhor a panóplia de tarefas que temos de fazer diariamente. 
Uma das preocupações para esta viagem era a água para os miúdos, uma vez que a água de marrocos pode não ser adequada para consumir e por isso a água tinha de ser sempre engarrafada ou da que levámos de casa. Levámos água suficiente para lhes dar banho todos os dias e para lavar a loiça deles e fazer biberons da Madalena (70l). 
O calor era outra preocupação, uma vez que o Miguel em 2016 fez reacção ao calor e tinha esse receio com a Madalena, e esteve realmente sempre bastante calor durante toda a viagem, excepto nos dois últimos dias de fora de estrada. O Miguel era só colocar o protector e ficava descansada, a Madalena queria evitar meter o protector, embora seja mineral ela leva tudo à boca e quanto menos exposição melhor, ela é muuuuuuuito branca, então optei por usar bodys de manga comprida e calças frescas para ter de colocar o menos possível de protector nela. Consegui colocar apenas o stick da uriage 50+ nas bochechas, banho todos os dias para tirar o pó e muito hidratante a seguir ao banho. 
Ainda por causa do calor, o facto da Madalena não beber água (não gosta!) também me preocupava. Ofereci várias vezes o biberon mas a sacana quando vê que é água começa a empurrar o biberon ou a brincar com a tetina. Mamou mais durante esta viagem do que quando estamos em casa, mas eu dei sempre que ela pediu para hidratar e as fraldas cheias de xixi deixavam-me aliviada em relação a este assunto! 
Outra preocupação este ano eram os escorpiões. São uma praga em Marrocos, a altura mais crítica é entre Abril e Outubro, são mordidas milhares de pessoas e a picada do escorpião pode mesmo ser fatal, principalmente nas crianças. Com o Miguel a gostar muito de mexer em pedras, íamos com o coração nas mãos! Mostramos-lhe várias fotografias antes de irmos, para ele reconhecer o animal e dissemos 500mil vezes para não mexer em pedras com as mãos! 
Em relação à arrumação do carro fizemos umas mudanças, de um lado colocámos um armário com porta e outro com gavetas para comida e loiça, e do outro lado umas prateleiras para arrumar sacos cama, tenda e os jerricans e ao lado a arca. Ao fundo uma mala grande com coisas para o carro (guincho portátil, material suplente se fosse necessário substituir, óleos, cintas etc). Tentámos ter um corredor ao meio para termos acesso mais fácil a tudo. E funcionou bastante bem, preferimos esta forma de arrumação à que tínhamos anteriormente.
No que toca a malas levámos uma para cada um, uma para roupa da noite, pijamas e mantas da Madalena (que ia sempre para a tenda ao final do dia) e outra para toalhas. Os medicamentos, cremes e shampoos foram numa caixa de plástico atrás do meu banco, para os mantermos mais frescos e estarem mais à mão. Outras pequenas coisas que são precisas com mais frequência, como escovas e pasta de dentes, protectores, soro e desodorizantes, levei numas bolsas dentro da minha mochila que está sempre no meio das cadeiras dos miúdos. 
Em relação a comida para a Madalena, levámos sopas para 7 dias, iogurtes para todos os dias, 3 papas, sopas de pacote da Bledina e boiões da Holle. A pediatra disse que não havia problema nenhum de não fazer duas sopas por dia no período de férias, que uma refeição de sopa, um iogurte e outra refeição de papa era suficiente. 
Foi a primeira vez que tentámos usar a arca meio/meio, ou seja, metade com coisas congeladas e outra metade com coisas apenas frescas, e correu bastante bem, se soubesse tinha levado as sopas para todos os dias. O que queríamos manter congelado colocámos na parte de baixo da arca e o restante (iogurtes basicamente), colocámos na parte de cima da arca.
Para nós levamos sempre comida para os primeiros dias que dê para aquecer e depois entretanto vamos parando e comendo em alguns locais, temos enlatados, massa, cus cus, grão, vegetais, pão (adoro o pão marroquino mham mham), compotas, queijo, hambúrguer de atum, fruta, o suficiente para uma semaninha de férias (mas ficamos sempre com saudades de comer peixe!). Nesta viagem tive uma surpresa e no último dia almoçámos em Agadir, uma tagine de peixe MARAVILHOSA!
Tagine é um prato típico marroquino, onde a comida é cozinhada dentro de um “tacho” de barro, em que a tampa é um cone. Há tagine de legumes, frango, peixe, etc. Gosto de todas eh eh
A viagem correu muito bem, os 3 primeiros dias é que foram mais cansativos por ser só estrada até chegar ao início do percurso off road, os miúdos estiveram sempre bem, os medicamentos vieram todos fechados o que é um óptimo sinal, o tempo esteve muito bom, à excepção dos dois últimos dias que estiveram bastante ventosos, viemos cheios de paisagens lindas, boas recordações e boas fotografias para mostrar aos nossos filhos quando crescerem!
Gosto da sensação de parecer que estamos longe de casa há mais tempo do que realmente estamos! Nesta viagem pareceu que estive fora o dobro do tempo! Estava a precisar sair da rotina, olhar simplesmente a paisagem, esvaziar a mente! Normalmente não gosto do silêncio, mas nas viagens a Marrocos sabe bem ir em silêncio (quantos os miúdos vão os dois a dormir eh eh), olhar o infinito e estar só ali, naquele momento, com 3 das pessoas mais importantes da minha vida ao meu lado e ser feliz.

Nos próximos dias irei postar um género de diário de bordo para cada dia, contando mais ao pormenor as aventuras desta nossa viagem 😉

Deixo uma lista do material que levámos para poder dar uma ideia geral do que é necessário levar para uma viagem deste género:

  • Roupa Madalena: bodys manga curta e comprida, calças frescas, meias, 2casacos quentes e 2casacos mais frescos, pijamas frescos e 2/3quentes
  • Fraldas (2 embalagens de 56)
  • Compressas e toalhitas (2 embalagens de cada)
  • 2biberons
  • Roupa Miguel: t-shirt, camisolas frescas manga comprida, calças e calções, 2/3 camisolas quentes e 1casaco quente e outro meia estação, cuecas e meias
  • Protector solar miúdos e nosso
  • Shampoo/gel duche do Miguel, da Madalena e nosso
  • Cremes hidratantes dos miúdos e nossos
  • 3 Papas Madalena
  • Iogurtes Madalena (1 por dia) e Miguel 2 dos grandes
  • 2/3 brinquedos Madalena e um livro dela
  • 2/3 brinquedos Miguel, um livro e 1/2 puzzles
  • Tenda
  • Anexo
  • Sacos cama (a Madalena dorme num edredon daqueles completos, com fecho, e dependendo do frio com mais um daqueles sacos com alças quentinho, para não se destapar)
  • Colchão para nós
  • Esteira do Miguel
  • Medicamentos (de toma diária dos miúdos e os que a pediatra receitou específicos para a viagem)
  • Soro
  • Chapéus de sol para todos, gorros para Miguel e Madalena (passamos por diferentes locais e se estiver frio à noite dá sempre jeito)
  • Chinelos para banho para o Miguel e para nós 
  • Banheira insuflável dos miúdos 
  • Um par de sapatos suplente para o Miguel e para nós
  • Manta de brincar no chão da Madalena
  • Mesa de refeição
  • Desta vez como tínhamos espaço no carro dos avós levámos a espreguiçadeira da Madalena, para ela ficar algum bocadinho e nos “libertar as mãos” enquanto arrumamos as coisas
  • Jerricans de água e para combustível também (ficámos algum tempo sem passar em nenhum local para abastecer)
  • Dois duches solares (sacos de água com mangueira que vão em cima do carro para ir aquecendo ao longo do dia)
  • Toalhas de banho 
  • Fogão e bilhas
  • Bicicleta do Miguel
  • Aquecedor (ando sempre com ele atrás 😅 just in case)

4 Comments

    • mamaoverlander

      Obrigada Ricardo!
      É mesmo isso, dar a conhecer que é possível, que não devemos deixar de fazer aquilo que gostamos por termos miúdos pequenos!

    • mamaoverlander

      Olá Agostinho! Fico mesmo contente por poder ajudar e conseguir mostrar-vos que é possível levar os nossos pequenos connosco nestas nossas aventuras! Qualquer coisa que precisem e que possa ajudar a esclarecer ou assim já sabes 😉

Deixar uma resposta