Menu Fechar

Viagem aos Alpes – 1ª parte

As férias deste verão tinham de ser até um destino não muito longe, uma vez que só tínhamos duas semanas seguidas. E como já tínhamos ido a Marrocos este ano, também não dava jeito gastar muito dinheiro 😅

Decidimos ir até aos Alpes, percorrer aquelas montanhas no máximo de off-road possível pareceu-nos um excelente projecto 😉

5000km no total, 1000km de percurso, 600 deles em off-road, foi um resultado espectacular 🙂
A primeira viagem grande com a nossa nova tenda, estávamos super empolgados!
Foram 14 dias, 13 noites, todas em campismo selvagem 😁 Foi mesmo uma bela aventura!

Fizemos algumas alterações na arrumação do carro, trocámos as gavetas de plástico por umas de metal, colocámos uma bomba de água e uma pistola de água, e retirámos tenda e sacos cama, dando lugar ao anexo da tenda de tejadilho.

Dois dias inteiros de estrada é realmente uma valente estafa, já estávamos todos fartos do carro e com dores no rabo! Mas não há volta a dar, atravessar Espanha é sempre uma maratona e uma grande seca!

A primeira noite foi a meio de Espanha, a seguir a Madrid. Para a segunda noite, tínhamos um ponto para ficar, perto das calangues em Marselha mas os caminhos estavam todos fechados e não foi possível. Assim, tivemos de andar de carro até cerca da uma da manhã, que foi quando conseguimos encontrar um sítio para ficar. A nossa sorte é que os miúdos já dormiam desde as 22h +-! Tirámo-los do carro, “içámo-los” para cima da tenda e ficaram a dormir 🙏

De manhã, depois de tudo arrumado e pequeno almoço tomado, finalmente rumámos à Garganta de Verdon! Maravilhoso, brutal, magnífico, incrível, tantos os adjectivos para este local! Um dos pontos altos desta viagem, e superou as expectativas! É maravilhoso! Trouxemos a nossa canoa porque queríamos ter a perspectiva de cima, da estrada, mas também do interior da garganta, de poder passear ao longo dela. Escusado será dizer que o Miguel adorou, estava radiante e a Madalena gostou tanto que adormeceu no caminho de volta 😅

A água daquela “praia do lago” tem uma cor linda e é quentinha, soube mesmo bem dar uns mergulhos!

O ponto fraco deste passeio, foi sem dúvida a quantidade de pessoas que estavam por lá 🙄 Mas mesmo assim é óbvio que valeu taaaaaaaaaanto a pena!

Ficámos a dormir um pouco a seguir à garganta, continuando o percurso que tínhamos marcado. Naquelas zonas é relativamente fácil encontrar um sítio para ficar, o pessoal fica mesmo junto à estrada e tudo! Nós continuamos com a nossa forma de estar e procuramos sempre um sítio mais no interior e menos visível.

As paisagens são muito bonitas, bem diferentes das do nosso Portugal! Pinheiros enormes a delinear os caminhos, os tons de verde a marcar todas as paisagens!

À tarde andámos por uma antiga estrada romana! E no final do dia tentámos ficar num ponto junto ao lago Serre-Ponçon mas o caminho estava literalmente partido ao meio quase a chegar ao final! Um grande “banho de água fria” como se costuma dizer. O Mário procurou nos mapas outro local para podermos ficar e lá seguimos para a segunda tentativa, e caramba, que sorte! Ficámos num dos locais mais bonitos onde já acampei, que vista, os Alpes são mesmo bonitos de todas as maneiras e feitios 😂

A temperatura à noite estava óptima, dei banho aos miúdos directamente do jerrican da água, com a pistola, porque a água estava morna! Comemos na rua sem anexo nem nada, estava uma autêntica noite de verão, e atenção, estávamos a cerca de 800m de altitude!

O percurso até ao lago de Serre-Ponçon

2 Comments

    • mamaoverlander

      Olá boa tarde,
      O tempo infelizmente não estica e ainda não conseguimos acabar os posts e vídeos sobre esta viagem! Mas no último post que fizermos vamos colocar o track como tínhamos informado!
      Obrigada*

Deixar uma resposta